SÃO PAULO - Após ter entrado em estagnação no segundo semestre deste ano, a economia brasileira vai retomar a trajetória de crescimento no primeiro trimestre de 2012. Este cenário é traçado a partir do Indicador Serasa Experian de Perspectiva Econômica, que subiu pela terceira vez seguida em outubro ante o mês anterior - a alta foi de 0,2%, levando o indicador aos 98,3 pontos.

'O que acontece com o indicador hoje provavelmente é o que vai acontecer com a economia em seis meses', explica o gerente de Indicadores de Mercado da Serasa Experian, Luiz Rabi. 'O ciclo de crescimento do indicador começou a subir em agosto, então podemos projetar uma retomada da economia em algum momento do primeiro trimestre.'

O novo ciclo de crescimento, de acordo com a empresa, será impulsionado pelo corte das taxas básicas de juros, medidas macroprudenciais, adoção de isenções fiscais e aumento de 14,3% do salário mínimo a partir de 1º de janeiro.

No segundo trimestre, o País gerou o mesmo valor de PIB que no trimestre imediatamente anterior; já em relação ao terceiro trimestre do ano passado, a economia cresceu 2,1%.

Para todo o ano de 2011, a projeção do setor financeiro é de que o PIB do Brasil cresça 2,9%, segundo o mais recente boletim Focus, uma pesquisa semanal em que o Banco Central calcula a mediana das expectativas de cerca de cem instituições financeiras sobre a economia do País. Para 2012, a expectativa é que o PIB avance 3,4%.

Fonte: Estadão